Estatuas de sal – Haikaiss feat. Sintese letra

Letra Sintese – Estatuas de sal – Haikaiss

Ahh, pronto pra guerra, fei
Qual que é o plano pra estourar?
No norte, sem precisar
Pegar nos tucho, PT ou AK?
Do Vale lá, do lado de lá
Tô pique Dalsa
Espalho a febre e me estendo a quem se esquentar
(Quem vem lá?)
Gestério eleito, faço efeito
Desperto, terceiro olho aberto e “V” no peito
Cada um c’a sua, hipocrisia e seu defeito
Eu mudei? Não!
Rasguei a trilha onde não tinha jeito, drão (aham)
É a redenção do banco dos réus ao lado do rei
Já nem sei, vem ser rei
Nem quantos lobos matei
Meu banditismo é uma questão de classe
Face a face com o sistema
E eu pique mexicano nesse impasse (então vai)
Sangue latino ferve
Versuri-lyrics.info
Em busca de paz e algo mais
Ouro no sangue, vários papo com o AXL
Verve que rasga a pele
Em qualquer festa em qualquer bang
É puro suco, sem tang
Killuminati Makaveli.
(Haikaiss – Estatuas de sal)

Um dia olhei pro sol
Me cegou de repente
Comecei a enxergar com a mente
Gritei ao silêncio e às estatuas de sal
Problemas que ninguém entende
Foi no clarão desse breu que eu tive a visão
(Espremer o coração)
Suportar os pecados que em mim viverão
(Que é pra sangrar canção)
Foi no clarão desse breu que eu tive a visão
(Uns chama de cruz, outros missão)
Suportar os pecados que em mim viverão
(Vai pensando que é dom, é maldição)

Uni o sonho com alíquota
Sem importar se tributar
A festa e o próprio bolo
Não um pedaço ou vela pra soprar
Livre pra se antecipar
Com um time que só vence
Com a formação da tríade no ataque
E o Sleep pra riscar
Modesto como a dívida do honesto
Não me intimida
É o corre, corre!
O tamanho do bolso não comprovará
O quanto cabe, compara
Avós do tempo de casar
Com netos no iPad
E pais lembrando o tempo do Kazaa
Prisão de Madagascar, venda!
É pra guarda e gastar
Retiro espiritual ou exílio
Não me ofuscará
Xim mais uma pancada
Santo graal!
Já é mancada mandar outra indireta
Mas essa eu mandei pro Alcântara!
Família! É um dom, ladrão
Tá bom, pardon, compreendo a falha atual
Que espalha o medo do fracasso
Pra quem não trabalha
Só pra quem divide a bóia e pá
Sem sombra o senso móia e tá dito
Não gostou, reclama na porra do RH!

Em prole de bronze
Você pode me chamar de lobo cinza dos onze
Gray wolf, alfa
Foram isso que disseram nos sonhos
Que me avisaram nos sonhos
Como injeção pra minha alma, calma
Já não quero ser leitura da página toda
Barata que circula é quem consola minha lágrima
O rap não é sátira
E que eu não posso ser sábio
Representante de prata (dizem)
Ah, meu verso te completa com a minha força da palavra
Enquanto ela borra o rímel, vagabundo borra a calça
Entendeu?
Que eu tenho idade que é pra ser seu filho
E você mentalidade pra ser meu
Sempre roubei a cena, mas não foi pela minha rima, foi
Pela lealdade, meu caráter, disciplina de quina sem boi (oof!)
A verdade cansa
E vocês tão chorando pitanga
Mais que cavaco em rodinha de samba
(União, geração golden era)

Um dia olhei pro sol
Me cegou de repente
Comecei a enxergar com a mente
Gritei ao silêncio e às estatuas de sal
Problemas que ninguém entende
Foi no clarão desse breu que eu tive a visão
(Espremer o coração)
Suportar os pecados que em mim viverão
(Que é pra sangrar canção)
Foi no clarão desse breu que eu tive a visão
(Uns chamam de cruz, outros missão)
Suportar os pecados que em mim viverão.

Espremer o coração
Que é pra sangrar canção
Uns chamam de cruz, outros missão
Vai pensando que é dom, é maldiçãooo
Haikaiss letras
Video sal
Top form letra

Estatuas de sal - Haikaiss
Estatuas de sal - Haikaiss